quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Hoje tem Aline!!!


Hoje começa o seriado Aline na Rede Globo e eu estou muito feliz com isso. Desde que passou o piloto da série no fim do ano passado que eu espero que seja exibida uma temporada completa. Mas como tudo que a Globo passa de bom é muito tarde, Aline vai ser só lá pra depois de A Grande Família! Será que eu vou agüentar ficar acordada até tarde para assistir? Pelo menos meu estágio na TV Fortaleza já está terminando, então a partir da próxima semana posso acordar um pouquinho menos cedo (porque 5 da manhã é demais), para tomar café, talvez limpar alguma coisa em meu chiqueiro e estudar. Ou seja, dá até pra ficar acordada até um pouquinho mais tarde na noite anterior.

Lembro dos quadrinhos “Aline” quando lia Capricho, na época em que fazia o Ensino Médio. Eu adorava o bom humor e as tiradas, mas o que realmente me encantou na versão para a TV foi a Maria Flor, as roupas dela e a história de ter dois namorados.

A Maria Flor é muito linda e fofa com aquela bocona (pois é, fazer o que se nós bocudas arrasamos?) e aquele cabelo curtinho todo cacheado. E ela tá muito mais linda naquelas roupas legais e meias incríveis, que eu morro de vontade de usar, mas não tenho tanta coragem por causa do calor de Fortaleza. Quer dizer, dia desses fui ao lançamento do DVD da banda Síntese, que é do meu bairro, usando a meia calça preta do balé com saia jeans e sapatilha transparente. Ficou tão legal que repeti o visual para ir ao cinema com o boy. Qualquer hora dessas faço o look do dia por aqui, que tal? :P Mas a real é que meia durante o dia em Fortaleza é meio sem condição.

E sobre a questão dos dois namorados, eu sou super a favor de relacionamento aberto (apesar de não manter um). Não acredito em traição e nem que o desejo por uma terceira pessoa anule ou prejudique o amor pela primeira. E se isso já é meio escandaloso para algumas pessoas, no caso da Aline ainda é mais doido: a mulher ama dois namorados e vive com ambos! Eu entraria em parafuso, pois minha teoria do relacionamento aberto ainda não vale para o amor. Entendo a questão do desejo, mas teria muito medo que a minha primeira pessoa se apaixonasse por alguma terceira por aí. E não sei se ficaria muito segura se ela dissesse que ainda me amava também.

Mas é muito legal que no seriado a pessoa bígama (ou trígama?) seja uma mulher. Achei super da hora! Afinal, quando é pra ter mais de um parceiro, geralmente é um homem muito garanhão que nem nos comerciais nojentos do desodorante Axe. Quando é uma mulher, é a “que não vale nada mas eu gosto de você”. Já a abordagem de Aline parece muito mais interessante, divertida e livre de julgamentos. Não dá para assistir Aline querendo que ela apanhe de um dos namorados (um monte de gente torceu para ver a Norminha levar uma surra). E nem por isso a história deixa de ser engraçada e picante.

Tô ansiosa para que chegue logo a noite!! Nem que pra aguentar eu tenha que tomar arrebite!




7 comentários:

O DIÁRIO LOUCO disse...

Sher...depois desse post tenho q assistir...perdi os últimos...todos eles..os especiais de fim de ano e esses agora...mas sempre comentaram...mas tenho q ver por dois extremos motivos...o primeiro: as meninas do curso q faço cairam em cima dizendo q assistiam lembrando de mim...rsrrsr...e o segundo: seu post...
bj

Sheryda Lopes disse...

Pois é, assisti semana passada e acabei me decepcionando. Achei chatinho e forçado, sabe? E depois de toda a propaganda que fiz aqui no blog... Mas quem sabe melhora, né?
Realmente dá p lembrar de ti! rs!

L. Archilla disse...

Po, engraçado que tudo isso que vc apontou de bom (exceto a Maria Flor, q não gosto), eu concordo: o fato de mostrar uma relação diferente livre de julgamentos, o fato da bígama ser mulher, o figurino, a Aline das tirinhas que é muito legal... mas mesmo assim não tive vontade de ver. Acho q o resultado nas telas foi desastroso.

Sheryda Lopes disse...

Pois é, tb não gostei muito até aqui. Mas vou assistir de novo, pois acredito que pode melhorar.

Potô disse...

Tenho que admitir que o primeiro episódio não foi muito legal, achei meio chato. Mas enfim, talvez fique bom mesmo no decorrer dos episódios.

Thais disse...

Eu acredito também que se possa amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo mas não no mesmo espaço,fazer amor um olhando pro outro ai não dá.Mas gostar do jeito de um e de outro é possivel sim.Eu assisti a um filme estes dias que me deu nojo.Duas moças, não eram lésbicas, compartilhavam o mesmo homem ,e depois as duas ficaram olhando uma pra coisa da outra ,algo meio exame ginecologico algo assustador,coisas assim eu não acho saudável, nem se for com fundo musical, vira cachorrada,é melhor ir para um bordel, será que existe ainda? se está tudo liberado e de graça?Mas amar mais de uma pessoa,amar no sentido maravilhoso da palavra eu acho sim e ja sou uma avózinha de 60 anos.Eu amei seu blog peguei até umas imagens para mim, não vou postar eu tenho uma pasta onde eu salvo coisas interessantes,tem umas que desaparecem que coisa!E eu não assisti o seriado.

Sheryda Lopes disse...

Nossa, agora que estou vendo seu comentário, Thais. Que bom que vc gostou das coisinhas que encontrou por aqui. E é uma honra saber que faço parte de sua coletânea! Apareça mais, espero que a gente possa sempre trocar uma idéia! :)